top of page
  • comunicacao6949

Em Washington: Quebrando as cadeias: Encarceramento em Massa e Sistemas de Exploração

Mais do que 1.000 pessoas participaram no encontro dos Dias Ecumênicos de Advocacia nos dia 17-20 de abril de 2015 em Washington, DC-EUA. Pe. Valdir Silveira, Coordenador Nacional da Pastoral Carcerária do Brasil e Joana Blaney, representante do CDHEP (Centro dos Direitos Humanos e Educação Popular) participaram no encontro. Os Dias Ecumênicos de Advocacia é um movimento da comunidade de fé e vários outros parceiros e movimentos sociais baseados nas tradições de justiça social, paz e ecologia. O tema do encontro de 2015 foi “Quebrando as cadeias: Encarceramento em Massa e Sistemas de Exploração. O objetivo do encontro anual é refletir juntos sobre teologia em relação do tema, fazer uma análise social e pastoral, celebrar,mobilizar e fazer advocacia no Congresso sobre a variedade de políticas públicas dos EUA e assuntos internacionais.

Representantes da África, Ásia, América Latina e América do Norte discursaram sobre Encarceramento em Massa e coordenaram oficinas sobre os sistemas de exploração humana. As pessoas se comprometerem em trabalhar para buscar soluções para quebrar estas correntes internacionais de exploração e injustiça. Testemunhos falaram sobre as condições subhumanos nos presídios, tortura e abuso de mulheres e crianças. Fomos chamados para lutar com mais coragem contra o complexo industrial dos presídios que encarcerem milhões de pessoas no mundo e ajudam beneficiar alguns grupos com muito lucro em cima de trabalho escravo e exploração dos presos. Na segunda-feira, dia 20 de abril, o grupo fez um “lobby” no Congresso Federal nos EUA – o dia de mobilização e advocacia para exigir políticas públicas contra encarceramento em massa.


Pe. Valdir Silveira e Joana Blaney do CDHEP Eles participaram em 4 momentos: 2 oficinas sobre Justiça Restaurativa e a Economia de Exclusão: Encarceramento como Método de Exploração, um painel sobre a Doutrina Social da Igreja e Justiça Restaurativa e uma plenária sobre “A resposta das igrejas em Relação aos Sistemas de Exploração”. Eles visitaram um centro de detenção semi-aberta em Maryland na segunda-feira, dia 20 de abril.


A Abertura do encontro foi feito pela Pastora Traci de Von Blackmon de Florissant e Ferguson, Mo. (lugar de muita violência urbana e policial). Ela nos motivou e desafio de ter mais coragem para denunciar racismo e sistemas de exploração no sistema judicial. Ela lembrou a espiritualidade forte e profunda dos ancestrais Afro-Americanos e invocou a presença deles para nos dar coragem de ter uma voz mais forte contra encarceramento em massa (Teologia ou Evangelho da Libertação).

Alguns outros palestrantes marcantes:


Douglas Walker é Coordenador Nacional da Reforma de Justiça Criminal nos EUA. Falou sobre Encarceramento em Massa e a injustiça e falência da “Guerra Contra as Drogas”. Também nos lembrou dos Centros (nacionais e internacionais) de Detenção dos Imigrantes. Ele trabalha pela reforma do sistema judicial nos EUA.


Dra. Iva Carruthers é Secretária Geral da Conferência Samuel De Witt Proctor. Ela falou sobre as bases históricas e teológicas dos problemas contemporâneos no Sistema da Justiça Criminal. Também fez uma análise e citou instâncias de explorações e racismo no mundo.

O que nos chamou muita atenção foram os cantos, a poesia e a música rap das celebrações. Muita animação e energia! Um grupo fez uma réplica de uma cela solitária de punição de um presídio. Isso foi acompanhada pela meditação de lamento e sofrimento. Foi muito poderosa. Em vários momentos, admitimos nossas falhas pessoais e comunitárias em quebrar as correntes de pobreza, racismo e ganância institucionalizado em nossas leis, economia e nossos comportamentos que contribuem para a exploração humana em nosso mundo.

Para mais informação – www.advocacydays.org

2 visualizações0 comentário

Comments


Receba novidades por email

Obrigado pelo envio!

logo-home.png
bottom of page